Archive for the figurino Tag

Império: o top bordado da Amanda

top-bordado-amanda-imperioPosso até não acompanhar as novelas, mas tenho um feeling incrível para assistir os episódios no dia exato em que uma roupa muito bapho vai aparecer, gente! Deve ser um dom absurdo desses ao estilo Karen, né? kkk. Só sei que, bem no dia em que resolvo pegar um pedacinho de Império… bam! Vejo esse top bordado lindo, usado pela Amanda (Adriana Birolli).

Aí, claro, já saí correndo para buscar a marca. É da grife mineira Fabiana Milazzo, que produz coisas maravilhosas e é fortíssima quando o assunto é moda festa (modéstia à parte, Minas arrasa neste quesito, né? ♥ haha). O preço deste top está sob consulta, mas, sendo uma roupa com esse nível de detalhe$ e bordada à mão, já dá para ter uma noção, né? haha #sonhajay

Já estou bolando planos para reproduzir aqui, num DIY. Vou fazer alguns testes e, se tudo der certo, mostro um tutorial completo por aqui, combinado? Por enquanto, rola de pesquisar no AliExpress e companhia. Numa busca rápida, achei algumas peças legais, para copiar o look, como essa (estilo bem parecido com o da Amanda), essa e essa.

E aí, o que acharam? Estão em busca de alguma roupa de figurino?

Em Família: a transformação no estilo da Clara

estilo-clara-coverEsses dias, estava assistindo Em Família com a minha prima e comentei que o estilo da Clara (Giovanna Antonelli) havia mudado muito e “do nada”. Vocês repararam nisso? Aí decidi mostrar aqui, em imagens, para mostrar as razões para a minha observação. Confiram e me contem se isso aconteceu mesmo ou eu exagerei, hehe.estilo-clara-1Pensem comigo: antes, a Clara usava o cabelo com uma aparência mais descuidada. A franja era reta e dava aquele ar mais infantilizado e frágil. Agora, os fios parecem saídos de comercial de condicionador ryco, kkk. Outro detalhe: a make passou a fazer parte da rotina da Clara de uma forma mais intensa.

Em relação às roupas, a mulher do Cadu vivia usando jardineiras jeans com regatas/camisetas coloridas e um tênis branco pa-vo-ro-so (quem reparou?), peças com muita estampa, especialmente floral, e uma pegada hippie. Agora, observamos nos looks da personagem jeans com modelagem bacana, camisetas com estampas legais e nosso amado blazer.

estilo-clara-2Acho que é meio que um reflexo da convivência com a Marina, que é mais sofisticada, e o amadurecimento da personagem. Afinal, a Clara era totalmente dona de casa, dependia só da renda do marido e tal. Agora, ela precisou sair da área de segurança, conseguir um trabalho e diversificar ainda mais as atividades. Claro que posso estar viajando na interpretação, mas achei a coisa toda tão repentina, que não pude evitar comentar aqui e ver o que vocês acham. Queria mais opiniões! hehe

E aí, o que vocês acham?

Joia Rara: o estilo incrível de Aurora

estilo-aurora-joia-raraNão consigo acompanhar a novela das seis, porque sempre estou a) no trabalho/faculdade ou b) no trânsito. Mas eu acompanho tudo pelo site e, claro, o figurino é o meu interesse principal. Foi assim que eu comecei a pesquisar mais sobre a Aurora, personagem vivida pela Mariana Ximenes (aquela linda!) em Joia Rara.

Adoro o jeito dela. Me lembra a Marilyn Monroe (que deve ter sido a inspiração, né?). É sempre alegre, um pouco avoada, pronta para topar qualquer coisa… Adoro! E, além disso, ela se veste muito bem. É sexy, mas não deixa de ser elegante. Para entender melhor esse estilo, criei este post especial.

Especial porque não é um “estilo de personagem comum”. Quem deu os detalhes sobre o assunto foi a top figurinista Marie Salles, responsável pelo estilo da Aurora. Sou muito fã do trabalho dela, então fiquei contentíssima quando ela topou fazer uma mini-entrevista para o blog. Yay! Então, vamos lá.

Perguntei sobre a dificuldade de encontrar as peças para o figurino, considerando que é uma novela de época. A Marie disse que encontra as roupas em brechós e depois as adapta para a época. Uma informação interessante foi a relação dessas peças com uma outra década: “Muitas peças dos anos 80 servem para os 40, já que os 80 foram uma inspiração exagerada dos 40″, contou. Essa eu não tinha reparado ainda, e vocês?

Também quis saber sobre como é transmitir a personalidade de uma personagem através do figurino. E a da Aurora é super marcante! Para expressar tudo isso,  a equipe de figurino abusa do “brilho, maxibijoux, paletós estruturados com corset e vestidos justos, que fazem com que a Aurora seja uma mulher autentica e sexy. Ela se veste dentro dos anos 40 de uma maneira única. A mistura de brilho é muito importante para reforçar esta personalidade forte”

estilo-aurora-2Se teve um look que me fez pirar de verdade, foi esse vestido de noiva sensacional. E é claro que eu aproveitei para pedir à Marie mais detalhes sobre a peça, né? Ela me disse que a equipe de figurino queria que fosse “um vestido exagerado, mas, ao mesmo tempo, lindo e sexy”. Funcionou direitinho! Quem assina é Samuel Cirnansck e a responsável pela confecção foi a assistente Renata Vasconcelos. Ficou maravilho, não acharam?!

Finalizei a entrevista com o pedido de dicas para quem quiser copiar o estilo da vedete e aplicá-lo na vida real, sem ficar com cara de fantasia. Segundo Marie, “podemos  usar as leggings com paletó, mas sem muito brilho”. Eu adoro a combinação; especialmente quando arrematadas com esses cintos oversized que a personagem usa.

Não deu vontade de sair explorando todos os brechós da cidade, em busca de peças que nos ajudem a encarnar a Aurora que existe em cada uma de nós? hehe. Aliás, aproveito para agradecer à Marie, pela boa vontade e atenção. Além de talentosa, ela é super simpática.

E aí, curtiram o post? Gostam do estilo da Aurora?

Profissão fashion: Karla Monteiro, figurinista

profissao-fashion-karla-monteiro-figurinistaSabem quando você faz algo com tanto gosto, tanto amor, que você até pula de empolgação? Pois é, me sinto assim em relação a esse projeto que vim apresentar hoje. É uma ideia que tive há meses atrás e, depois de receber muito (muito mesmo!) não, de muito email sem resposta, finalmente consegui contatos maravilhosos e pude ver esse “bebê” criar vida.

Então, é com uma pontinha de orgulho que apresento o Profissão Fashion. Essa tag nova vai tentar desmistificar e divulgar mais as várias profissões relacionadas ao mundo da moda. Vai ser uma ótima oportunidade para quem quer trabalhar neste mercado ou mesmo para quem só simpatiza e gosta de conhecer coisas novas. Espero que gostem!

Para inaugurar, não poderíamos ter companhia melhor: Karla Monteiro, figurinista talentosíssima da Globo e pessoal adorável! Vocês já sabem que eu amo figurino, né? Então podem imaginar minha animação com essa entrevista, hehe. Então aproveitem. O post tá maior que o normal, mas vale a pena saborear cada palavrinha. Conhecimento é poder, afinal de contas. Vamos lá:

· Karla, para quem não lhe conhece, conte-nos um pouquinho sobre você e sua carreira? Sempre quis trabalhar com moda?

Sou carioca, tenho 46 anos e sempre trabalhei com moda. Já trabalhei em lojas, fui vendedora, gerente, compradora e vitrinista. Cursei faculdade de jornalismo, mas vi que a minha vontade de trabalhar com moda era mais forte, então fiz o curso de estilismo no SENAI/CETIQT. Me formei  em 1991 e na época era um curso técnico com duração de 2 anos e meio,  em período integral (as aulas eram de 6h50 às 18h30). Bem puxado, mas incrível. O que eu aprendi lá fez e faz toda a diferença na minha vida. Entender de costura, modelagem e saber desenhar foi o que me fez crescer.

 O SENAI me levou a um estagio e contratação na Cribb Dancing, lá eu fazia a coleção, criava estampas de camiseta e era compradora de acessórios. Depois, trabalhei por um tempinho como estilista freelancer, mas foi uma decepção porque as marcas compravam alguns desenhos, mas usavam todos… Só rindo mesmo. Naquela época, a profissão não era levada tão a serio como é hoje e parei um pouco para pensar.

Foi quando tive a oportunidade de conhecer a Marília Carneiro, que estava começando Anos Rebeldes, na Globo. O acordo era um estágio de um mês e, se eu não fosse um “abacaxi”, seria contratada como assistente. Na época, eram bem raros os assistentes de figurino com formação em moda. Enfim, me esforcei muito para não ser um “abacaxi”. Dei muito valor ao que tinha aprendido no curso e fui contratada.

Isso foi em 1992. Me achei ali, naquele mundo sem rotina, animado, com muita gincana e muito trabalho e percebi que não ia conseguir trabalhar com nada diferente daquilo.

profissao-fashion-karla-monteiro-figurinista-trabalhos

· Um resumo da carreira da Karla:

Depois de Anos Rebeldes, fiz como assistente de figurino na Globo: TV Colosso, que me ensinou muito sobre adereço e Engraçadinha. Então a Marília me apresentou ao Daniel Filho e fiz  Confissões de Adolescente, para a TV CULTURA; meu primeiro trabalho assinando.

Na TV, fui assistente da Marília, da Helena Gastal, do Cao Albuquerque, do Billy Aciolly e da Emília Duncan. Cada um me ensinou  uma coisa diferente, um olhar e um método… e aí fui me criando, aprendendo um pouquinho com cada um. Depois do Confissões, que era para a TV mas com equipe e método de cinema, fui trabalhar com cinema. É meio cafona de dizer, mas a vida vai te levando… Fiz O Que É Isso CompanheiroO Xangô de Baker Street e Villa Lobos.

Aí, já assinando, fiz: Minha Vida em Suas Mãos, O Gerente, Orquestra de Meninos, Os Desafinados, Deus é Brasileiro, Harmada, Avassaladoras e Lara.

Também trabalhei muito com publicidade, teatro, shows e eventos, dei aula no SENAC/MODA, por exemplo. Foram 19 anos até voltar para a TV, com o convite da Marie Salles para  dividir o figurino de Cordel Encantado com ela. Então O Brado Retumbante, uma parte de Salve Jorge eagora, Além do Horizonte.

· Para o pessoal entender bem: quais as funções de um figurinista e como funciona o seu processo de trabalho?

Tudo isso, junto e misturado, faz o nosso dia a dia. Fiz uma listinha com o passo a passo, que é:  conversar com a direção para saber o tom, se é realista ou não; montar a equipe; decupagem  (palavra mais usada no cinema, TV, publicidade etc.), que é fazer um raio-x do trabalho, quantos personagens, o que cada um tem que ter e o que há em cada cena que precise de figurino; orçamento; produção; prova de roupa; claro, a gravação e/ou filmagem e ainda a desprodução, quando acaba tudo. Ufa!

· Trabalhar com novelas deve ser uma coisa ótima, porque você consegue ter um envolvimento intenso e resposta rápida por parte do público. Essa relação de personagem/telespectadores influencia, de alguma forma, no seu trabalho? Você fica de olho na repercussão do estilo de cada um de seus personagens?

Adoro a velocidade que a televisão tem e pesquiso a opinião do publico todos os dias. É uma delícia ver as pessoas vestindo e/ou comentando os looks de uma personagem. E as críticas também são parte do trabalho, no mínimo para [fazer] parar e pensar

. Você já fez muitos jobs maravilhosos. Algum que marcou de uma forma especial?

Cada trabalho vai imprimindo na gente uma espécie de carimbo e uma saudade quando acaba. Acho todos especiais. Cada um deles foi acrescentando um pouquinho, para me transformar em quem sou hoje. Não consigo eleger um, sem pensar em quanto o outro foi importante.

· O mercado de moda é muito fechado e concorrido. Como um entusiasta da área pode aumentar suas chances de trabalhar como figurinista?

Muito estudo, dedicação, vontade e uma pitada de sorte. Entrar no figurino não tem uma regra, porque é um mercado muito restrito, mas se você se dedicar e tiver uma boa formação, já aumenta as chances. Acho importante dizer que é um trabalho apaixonante, mas de dedicação e entrega total. A gente sai do trabalho, mas ele não sai da gente. Fazer figurino é bom ate quando é ruim. Mas é entrega total. Não existe gostar mais ou menos, ou ama ou é melhor ir fazer outra coisa.

· Para trabalhar com produção de figurinos, é preciso fazer faculdade de moda ou algum outro curso específico?

Com certeza. Hoje em dia, existe uma  busca cada vez maior  por formação profissional especifica. Na Globo, por exemplo, só pode entrar como estagiário se estiver cursando faculdade e só é contratado quem se forma. A informalidade na profissão até existe no cinema, mas é cada vez mais rara.

· Alguma dica de livro, curso, palestras ou material de estudo que pode ajudar aqueles que querem ingressar na carreira de figurinista?

Figurino  é um estudo de comportamento, antropologia pura. Observar as pessoas e perceber as sutilezas no jeito de vestir de cada um é um dos melhores estudos. Os “como e porquês”  de cada grupo e cada tribo, da tiazinha da esquina até a blogueira fashion; tudo e todos são bons para observar e estudar.

Gosto muito do livro A Linguagem das Roupas, da Alison Lurie, que eu super indico:

Muito antes de eu estar perto de você o suficiente para conversarmos, na rua, num encontro ou numa festa, você anuncia seu sexo, idade e classe social para mim através do que esta vestindo: e, muito possivelmente, me dá informações (ou desinformações) sobre sua ocupação, origem, personalidade, opiniões, gostos, desejos sexuais e seu humor atual. Quando nos encontrarmos e estivermos conversando, nós já nos comunicamos um com o outro numa outra língua, mais universal… uma linguagem não verbal: a das roupas. [...] Podemos mentir na linguagem das roupas ou tentar dizer a verdade, porém a menos que estejamos nus, é impossível ficarmos em silencio.

Não é perfeito ?

· Quais os seus maiores ídolos e referências profissionais?

Marília Carneiro é minha mestre , e faz parte da historia do figurino na TV.

· Numa mesma série ou novela, você cuida do visual de vários personagens, todos eles com estilos e características muito distintas. Não é difícil se organizar e manter bem definida a identidade de cada um?

Figurino é isso. É difícil e temos uma conjunção de fatores. Existe uma troca e um caminho com a direção e com  os atores. Depois da prova de roupa, o personagem começa a existir e ter uma carinha, um jeito de usar as roupas e os acessórios… Um dos momentos nos quais a gente se diverte muito é escolhendo os looks; produzindo roupa nova e vendo que quando um personagem está bem desenhado e tem vida própria.

· Acontece de uma atriz ter muito a ver com um personagem e você acabar usando peças dela para a composição do figurino?

Não é o ideal, mas acontece. Existe uma troca com o elenco o tempo todo. O Lucas Salles, em Além do Horizonte, “empresta” para o personagem varias calças e bermudas super usadas por ele na vida pessoal; tem super a ver com personagem e era bem melhor do que as peças que compramos em brechó.

· Qual o melhor e o pior lado da sua profissão? É tudo tão glamouroso quanto parece?

Eu amo fazer figurino e isso é o mais importante. A gente passa muito tempo da vida da gente trabalhando, tem que gostar do que faz para o pior não ficar maior do que o melhor. Vale a pena, sabe? Tem uma frase da Lais Bodanski: “fazer cinema é acordar cedo, carregar peso e trabalhar muito, glamour só no final, na hora de assistir” [risos].

· Vi que você tem um perfil no pinterest. Onde mais você busca referências para o seu trabalho?

Adoro pesquisar na internet e sou apaixonada pelo pinterest, mas gosto muito de pesquisa de rua, ir aonde meus personagens iriam, fotografar e conversar com as pessoas. Serve como inspiração e direciona a pesquisa de moda.

· A pergunta que não quer calar: o que acontece que todas aquelas roupas usadas pelas personagens de novela após o fim das gravações?

As roupas vão para o acervo da TV, um galpão enorme cheio de roupas usadas em produções anteriores e está a disposição dos figurinistas para novas produções.

· Por fim, quais conselhos você pode dar para quem quer trabalhar não apenas com figurino, mas com moda, em geral?

Entender que moda faz parte da vida das pessoas. Que, as mesmas pessoas que acham moda fútil, se vestem todos os dias e quase nunca com a mesma roupa. Que roupa/moda faz mais parte da vida das pessoas e da historia do mundo, do que a gente se dá ao trabalho de perceber no nosso dia a dia.  Até quem não gosta de moda veste moda, sem perceber. E figurino é uma parte desse mundo da moda! Mas ela é mesmo uma coisa maior do que isso e está presente o tempo todo. •

É isso, pessoal! Quem quiser acompanhar a Karla, pode conferir o blog dela, Gente de Cinema, e seguir as novidades no twitter e no pinterest.

Espero que vocês tenham gostado de ler essa entrevista tanto quanto eu gostei de fazê-la. Foi um prazer imenso poder ter conhecido melhor essa profissional tão talentosa e simpática que é a Karla. Já aproveito para agradecer pela disponibilidade e carinho com o blog.

Ah, já temos confirmados para as próximas edições um super fotógrafo e uma top model lindíssima. Se tiverem perguntas que querem que eu faça a eles, comentem aqui ou me enviem no email: jay@blogdajay.com.

E aí, o que acharam da novidade? Gostaram de saber mais sobre a Karla e a profissão de figurinista? Quero saber tudo!

Estilo da personagem: Patrícia/Amor à Vida

estilo-da-personagem-patricia-amor-a-vida-1Estava quase finalizando a etapa de pesquisa para um post a respeito do estilo da Patrícia, personagem da (linda) Maria Casadevall em Amor à Vida, quando recebi um email de uma leitora, a Madalena, me pedindo para criar um post exatamente sobre isso. Telepatia? hehe. Aqui está, Madalena. Espero que goste!

Acho que nada ajuda mais a entender o estilo de alguém do que uma análise da personalidade daquela pessoa.A Patrícia, por exemplo, é dessas mulheres que dão muito valor à independência e que não se conformam com regras. Também é super alto-astral e desinibida, por isso fica livre para ousar com combinações chamativas que as pessoas mais tímidas evitam.

Adoro o estilo dela e vivo roubando pequenos detalhes para mim mesma, mas acho que deram meio que uma viajada na hora de criar esse estilo todo para uma advogada que trabalha num hospital. Mas, como nada naquela novela faz sentido… Vamos ao que percebi nesse meu “estudo”:

BELEZA: em relação à maquiagem, a personagem está sempre com sobrancelhas supermarcadas, boca nude, pintada com esse batom marrom clarinho da M.A.C. – a cor é Taupe -, e olhos com contorno bem definido com lápis preto e leve esfumado no canto externo. Já nas unhas, quase sempre é uma combinação de duas cores: Café Creme, da Impala, e Frisson, da Ana Hickmann. Acho linda!

GO BIG OR GO HOME: Para Pat, acessório é coisa séria e merece todo o destaque no look. Por isso, ela abusa de colares e aneis enormes e ear cuffs, por exemplo. As peças costumam ter uma pegada vintage e/ou boho. Ah, e depois de “Donelô” com seus cintos duplos, eis que surge Patrícia Mileto com… relógios duplos! Vocês usariam dois de uma vez?estilo-da-personagem-patricia-amor-a-vida-2P&B REVISITADO: se, ao pensar em “preto e branco” a primeira coisa que vem à sua cabeça é um look com uma peças em cada cor, Patrícia vai te ajudar a pensar de outro modo. Ela adora peças que misturam as duas cores, especialmente em estampas étnicas. Vale investir na ideia para conseguir um resultado mais original e interessante.

ESTAMPAS: todo mundo já reparou que as estampas aparecem em praticamente todos os looks da personagem, né? Numa camisa, num blazer, numa legging, em conjunto, misturada com outras… Dá para aproveitar bastante as referências e ir entendendo o que funciona ou não e vislumbrando novas possibilidades. Aqui também aparecem muitas referências étnicas.

+ MAIS: um truque de styling que curti muito foi o uso do maiô como top. Aquele de um ombro só, com padronagem preta sobre fundo dourado também estava bapho! Ameeeei esse casaqueto da Joulik que ela usou numa festa (pena que é de edição limitada e custa mais de 800 dilmas! ai! kkk) e a blusa com recortes. Estes são alguns dos meus looks/peças favoritos. E os seus?

Bom, o que acharam do guia? E vocês gostaram do novo formato da tag?

Carey Mulligan (lindíssima) na Vogue

carey-vogueEu não gostei muito do livro O Grande Gatsby, mas confesso que estou ansiosíssima para assistir o filme! Por causa da Carey Mulligan, que é uma fofa e uma das minhas atrizes preferidas, por ter Florence na trilha sonora, pelo DiCaprio, claro, e, acima de tudo, pelo figurino, que a gente já sabe que será sensacional! Assinado por Miuccia Prada, alguém duvida do sucesso? hehe

E, enquanto o filme não é lançado (quanta demora!), podemos matar um pouco a vontade de ver mais da moda glamourosa dos anos 20 com essa capa e editorial lindíssimos da edição de Maio da Vogue americana. Carey Mulligan encarnou, novamente, Daisy Buchanan para as lentes de Mario Testino.carey-vogue-1Eu estou apaixonada pelas fotos! Não ficaram sensacionais?! Fabulosas, como diria Carrie Bradshaw, hehe. Esse vestido azul Chanel é de morrer! Olhando para as roupas, eu penso ainda mais em como teria sido bom nascer em uma época como essa… Ah, que sonho bom, kkk! Essas imagens são só as minhas preferidas. Tem mais no site da Vogue; vocês podem conferir aqui.

E aí, o que acharam?

Procura-se: o sutiã da Bianca!

bianca-errataQuando você pensa que sabe todas as respostas, vem a Globo e muda todas as perguntas, kkk! Brincadeiras à parte, lembram quando eu postei aqui que o top preto da Bianca (aquele pelo qual vocês estavam loucas) era de uma marca chamada Wolford? Pois bem, quem me passou a informação foi o próprio pessoal da Rede Globo, mas, pelo visto, até eles se confundiram… #fail!

Uma representante da marca de lingerie entrou em contato comigo para informar que o sutiã não é da Wolford! #todaschora. Então, cá estou eu, para me desculpar com vocês por ter divulgado uma informação incorreta. Eu realmente pensei que poderia confiar na fonte, mas… hehe. Ah, e eu apaguei o post para evitar que mais pessoas leiam um dado errado, ok?

Enfim, isso nos leva de volta à busca pela peça. Se alguma de vocês descobrir de que marca é o infame sutiã, por favor, comente aqui no blog ou me envie um email (jay@blogdajay.com), que eu aviso para o resto do pessoal. Peço desculpas novamente. Dá próxima, confiro com a marca antes, para evitar o stress.

Beijos, Jay!

%d blogueiros gostam disto: